Jacohrangers

Jacohrangers

domingo, 16 de dezembro de 2012

EPISÓDIO 25 - O VERDADEIRO TERROR: KRORDECIMOSEXTO!


EPISÓDIO 25 – O VERDADEIRO TERROR! KRORDECIMOSEXTO!

NO CAPÍTULO ANTERIOR DE JACOHRANGERS:

- O NÚMERO DE RESPOSTAS À ENQUETE ENCONTRADA NO CANTO SUPERIOR DIREITO DA TELA SOBRE QUAL O JACOHRANGER FAVORITO DOS LEITORES É ASSUSTADORAMENTE BAIXO.
- UMA GRANDE CRISE ASSOLARÁ OS HERÓIS JUSTAMENTE NAS SEMANAS DE NATAL E ANO NOVO.

O QUE IRÁ ACONTECER?

Os corpos sem vida dos monstros derrotados jaziam nas calçadas, intensificando o cheiro de putrefação, fezes e sangue seco que sempre existira em Cidadopolislândia. As pessoas que residiam nas ruas próximas voltavam timidamente a seus lares, muitas ainda assustadas e inseguras. Umas poucas famílias optaram por se refugiar longe dali.


- O povo está assustado! Acho que eles não nos consideram capazes de protegê-los! – disse o Jacohranger verde, cabisbaixo.
- O importante é que as mulheres da cidade nos considerem capazes de proporcionar a elas beijos e carícias – ponderou Negão.
- O importante é que os pensadores da cidade considerem que filosofia não são conceitos meramente abstratos, teorias malucas, tampouco elucubrações sem fundamento. Filosofia é atitude! – disse o herói vermelho.

Quando Ruivão percebeu, seus amigos já estavam metros a frente dele, retornando para casa sem interesse no que ele tinha a dizer.
Nada foi conversado durante o trajeto de volta, mas todos os Jacohrangers sabiam que não agüentariam outra batalha tão violenta tão cedo. Nos últimos dias haviam tido muitos confrontos em seqüência, lutas difíceis, todas em um intervalo de tempo muito curto. E tudo praticamente sem tempo algum para descansar.
Além de tudo aquilo, existia ainda a mórbida contagem regressiva. O tempo corria contra eles. Seriam capazes de derrotar o Império Krar antes de terem que abandonar a Terra?

***

General Krir e alguns soldados Krur finalizavam, apressadamente, o monstro Krordecimosexto. Era uma criatura esculpida em blocos de pedra, artesanalmente trabalhada para adquirir formato humanóide. Parecia um robô, dada a face sem emoções. Braços e pernas tinham a grossura de um poste, a blindagem que lhe revestia era prateada com detalhes em alaranjado e verde-musgo nos ombros. Era a criação mais poderosa do Império Krar.

- Meu Imperador, o monstro Krordecimosexto está pronto! Devo lançá-lo em um ataque direto, ou usá-lo em algum plano meticulosamente desenvolvido? – Krir perguntou.
- Faça como preferir! – o Imperador respondeu – Desde que seja imediatamente!

Krordecimosexto foi construído de modo a emitir raios ópticos que transformariam seres humanos em estátuas. A raça humana seria extinta. Demoraria algumas semanas, mas seria extinta. E os Jacohrangers seriam exterminados, pois Krordecimosexto era invencível.

Invencível!
                                                          
***

Por sorte houve tempo para que os seis jovens, bravos, destemidos, corajosos, heróicos e atrapalhados chegassem a seu quartel-general e descansassem. Mestre Jacoh tinha posto novamente em funcionamento as Câmaras de Recuperação. Os Jacohrangers as usaram por poucos minutos, tendo seus ferimentos curados em sua quase totalidade. E então o alarme soou escandalosamente, assustando e irritando toda a vizinhança.

- Mexam-se, trastes imprestáveis! Incapazes, cretinos, feiosos, mexam-se!

Ao vislumbrarem o monitor principal, a imagem revoltante: a grande Praça de Cidadopolislândia transformada em um amontoado de pessoas petrificadas. O responsável era um robusto monstro prateado de aparência robótica.

- Hora de Jacohmbater o mal!

Os seis heróis chegaram ao campo de batalha. Paty e João tentaram, sem sucesso, acudir as pessoas petrificadas. Negão, Japa e Polaco atacaram alguns soldados Krur que lá estavam. Ruivão se encarregou de começar com as bravatas.

- Monstro que parece o Surfista Prateado, ouça bem: somos os Jacohrangers! Não permitiremos que crie problemas em nossa cidade. Já basta a saúde pública precária, as ruas esburacadas, a falta de saneamento básico, a elevadíssima taxa de analfabetismo que gira em torno de 94%, a violência urbana, a miséria, o desemprego, a má distribuição de renda e a presença constante de eventos reunindo duplas que cantam “sertanejo universitário”. Já temos problemas suficientes.

A espada do herói vermelho chocou-se contra o inimigo sem causar dano algum. A lâmina não se partiu por pouco. Todas as tentativas de socar e chutar o monstro foram pouco ou nada efetivas. E quando ele revidou o ataque, o Jacohranger vermelho foi arremessado longe.
Logo os outros heróis aproximaram-se de Krordecimosexto e o cercaram. Atacaram todos ao mesmo tempo, com punhos, pés, cotovelos, cabeças, tornozelos e armas. Mesmo com toda a força reunida dos Jacohrangers, o monstro parecia não sofrer dano algum.

- Será que ele é vulnerável a pastel de creme de fígado de barata? – perguntou Ruivão, enquanto ainda tentava estocá-lo com sua espada.
- Talvez possa ser vulnerável a algum outro prato exótico de nossa culinária – comentou Negão.

A Jacohranger rosa e o Jacohranger verde usaram o “Golpe de Vista”, a recente habilidade de disparar raios de suas vistas. A energia ricocheteou na armadura prateada do monstro, sem sequer arranhá-lo. O Jacohranger azul emitiu uma pequena onda elétrica saída de seu celular ultra-tecnológico, que também não serviu para nada.
E então foi a vez de Krordecimosexto atacar. O monstro disparou em direção a Ruivão e o atingiu com um soco feroz, quase arrancando a cabeça do herói fora. Antes que o jovem da armadura vermelha se recompusesse, recebeu um forte chute na barriga, ainda caído.
Polaco e Japa tiveram suas caixas torácicas golpeadas por uma “voadora” aplicada pelo monstro. Em seguida, receberam socos, cabeçadas e cotoveladas. Suas armas caíram, e o espancamento continuou até que fossem a nocaute. Cada um ainda recebeu mais um chute depois de chegar ao chão.
Paty, João e Negão tiveram o bom-senso de ficarem um tanto quanto longe uns dos outros para não serem atingidos todos de uma vez. Não levou mais que trinta segundos para que os três estivessem grogues de tanto apanhar. A velocidade de Krordecimosexto era impressionante, não permitindo defesa. Sua força era arrasadora. E parecia invulnerável a qualquer forma de ataque.

- Só há uma alternativa! – bradou o Jacohranger verde.
- Na verdade, existem três alternativas – discordou Ruivão – Torcer para que o monstro sofra de algum problema cardíaco e tenha um infarto antes de nos matar, torcer para que ele seja vulnerável a chuva e caia uma tempestade agora, ou fugirmos covardemente feito mocinhas.
- Eu estava me referindo à “Bazuca sem nome”.
- Nossa! Esse é o tipo de coisa que jamais passaria pela minha cabeça em uma hora dessas.

Os seis Jacohrangers se levantaram com certo esforço e invocaram sua arma suprema, tomando o cuidado de se manterem um tanto quanto longe do monstro inimigo por alguns instantes. Os heróis, com a bazuca pronta, canalizaram suas energias e efetuaram o disparo.

Mas nada aconteceu. Krordecimosexto continuava ileso.

***

- Como é possível? Ele não foi ferido pela “bazuca sem nome”! – bradou João.
- Eu disse que era melhor esperar que ele tivesse um infarto! – gritou Ruivão.
- E agora, o que faremos? – perguntou Paty.
- Há uma outra opção – disse João – Mas não tem nada a ver com infartos, chuva ou fugirmos. Podíamos esmagá-lo com o Gigante Guerreiro Jacohlossal!Vamos aproveitar e fazer isso antes que o monstro cresça.
- O que? – Ruivão se exaltou – Está sugerindo usarmos um robô de cinqüenta metros de altura contra um monstro de dois metros? Isso nunca foi feito por nenhum grupo Super Sentai em mais de 35 anos de história. Não podemos fazer isso! Vai contra tudo em que acreditamos!
- Cale-se! Não acreditamos em nada! Vamos fazer isso sim.

E o Gigante Guerreiro Jacohlossal apareceu. 

NO PRÓXIMO EPISÓDIO DE JACOHRANGERS:

O mais terrível inimigo é realmente terrível e realmente um inimigo. Tanto que triunfa sobre a estratégia inédita dos Jacohrangers, levando o grupo à maior crise que já enfrentaram. NÃO PERCAM DOMINGO QUE VEM:

EPISÓDIO 26 – A QUEDA DO GIGANTE GUERREIRO JACOHLOSSAL!

2 comentários:

  1. O QUE FARÃO OS JACOHRANGERS FRENTE A TÃO TEMÍVEL INIMIGO????

    Hahahaha, o discurso do Ruivão no início da luta foi o melhor!!! "Já temos problemas suficientes" XD

    Eu votei na enquete :D

    ResponderExcluir
  2. Cara, meus parabéns viu. Essa história está show de bola! O meu jacohranger favorito é o Japa! Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir