Jacohrangers

Jacohrangers

domingo, 23 de dezembro de 2012

EPISÓDIO 26 - A QUEDA DO GIGANTE GUERREIRO JACOHLOSSAL


EPISÓDIO 26 – A QUEDA DO GIGANTE GUERREIRO JACOHLOSSAL!

NO CAPÍTULO ANTERIOR DE JACOHRANGERS:

- KRORDECIMOSEXTO MOSTRA-SE INVENCÍVEL. A ÚNICA FORMA DE VENCÊ-LO É RECORRENDO A UM TRUQUE SUJO NO QUAL TODO FÃ ALGUMA VEZ JÁ PENSOU, MAS NENHUM GRUPO SUPER-SENTAI OUSOU FAZER.
- UMA SURPRESA ESTÁ SENDO PREPARADA AOS FÃS DOS JACOHRANGERS!

O QUE IRÁ ACONTECER?

O Gigante Guerreiro Jacohlossal já se fazia presente, mas Ruivão hesitava em entrar nele. Aquela atitude ia contra tudo que ele acreditava. Era uma afronta ao código de honra dos Super-Sentai. Uma covardia injustificável.

- Muito me admira que você, João, um profundo conhecedor da franquia Super-Sentai e dos tokusatsus como um todo, sugira uma coisa dessas! – o Jacohranger vermelho cuspiu, com desprezo.
- Guarde seu moralismo para você! – João rugiu em resposta.
- Quanto mais convivo com os homens, mais admiro os bodes!
- Você nunca conviveu com bodes, Ruivão! – Paty alertou.
- Talvez esse tenha sido meu grande erro.

Desapontado, o líder dos Jacohrangers ingressou no Gigante Guerreiro Jacohlossal, sendo seguido pelos demais. Rapidamente, todos se acomodaram no interior do poderoso robô. E com o movimento brusco de uma alavanca, um braço energizado da máquina esmagou sem piedade o monstro Krordecimosexto.

- Tudo se resolveu! – disse Polaco, após todos descerem do robô.
- Não. Ainda não! – Japa respondeu.
- Raio agigantador! – gritou alguém a quilômetros dali.

E das cinzas do monstro derrotado surgiu a versão gigantesca do terrível Krordecimosexto. Os Jacohrangers se viram obrigados a voltarem para seu robô. Não sabiam, mas aquela seria a mais terrível batalha do Gigante Guerreiro Jacohlossal!

***

O Punho Jacohlossal, O Raio Jacohlossal e o Míssil Jacohlossal mal conseguiram arranhar o peito metálico de Krordecimosexto. O monstro revidou com socos e chutes, levando o gigantesco robô a nocaute. Botões foram apertados, alavancas foram giradas para só então os Jacohrangers colocarem sua máquina de guerra novamente. Krordecimosexto tornou a atacar com fúria, e logo o Gigante Guerreiro Jacohlossal estava caído outra vez.

- Desse jeito seremos derrotados! – gritou a Jacohranger rosa.
- O ideal seria termos um robô ainda mais gigante, com uns dez quilômetros de altura. Assim poderíamos esmagar esse monstro gigante – disse João.
- Calma! – retrucou Ruivão – Ainda temos outros recursos.

O robô se reergueu e sacou a Espada Sagrada Jacohlossal. A arma imponente, reluzente e magnificente também se mostrou ineficiente, insuficiente e incompetente, pois sequer feria Krordecimosexto. Estocadas não puderam perfurar, golpes laterais e verticais não conseguiram cortar.
Uma nova habilidade se manifestou: as Labaredas do Fogo Flamejante. Eram chamas mágicas poderosíssimas, que envolveram a Espada Sagrada Jacohlossal, aumentando muito sua força destrutiva. Somente assim Krordecimosexto começou a ser ferido.
No entanto, o monstro também atacava e danificava gravemente o Gigante Guerreiro Jacohlossal. Pequenas partes do robô começaram a faiscar e explodir. Os Jacohrangers começaram a sentir que não tinham mais estabilidade. O Gigante Guerreiro não respondia a alguns comandos. Os sistemas eletrônicos da máquina estavam em pane.
E os ataques continuavam, mais e mais, não permitindo contra-ataques, esquiva ou mesmo defesa. Os circuitos internos, os compartimentos de energia e as reservas de força auxiliar tinham sido destruídas. O Gigante Guerreiro Jacohlossal mantinha-se em pé a muito custo. Os Jacohrangers sabiam que não podiam vencer aquela luta.

- Sinto o fétido cheiro da derrota! – disse Polaco.
- Não será por que Japa urinou de novo aqui dentro? – perguntou Ruivão.

Reunindo o que estava de suas energias, os heróis arriscaram o “Ataque Ofensivo Agressivo Total”, no qual toda a força restante era concentrada em único ponto e disparada contra o oponente. O impacto do ataque gerou uma explosão gigantesca. Uma nuvem de poeira subiu. Quando foi possível enxergar novamente, viram que Krordecimosexto ainda vivia. Estava ferido, mas vivia.
E o monstro voltou à ofensiva, quebrando o braço esquerdo do Gigante Guerreiro Jacohlossal com um único golpe. Faíscas explodiram em profusão, uma pequena explosão encheu de poeira o campo de batalha, e o robô dos heróis foi novamente ao chão.

- Vamos fazer a última tentativa com o Golpe Fatal Final Jacohlossal! – gritou o Jacohranger verde.

Após levantar-se com dificuldade, o Gigante Guerreiro Jacohlossal colocou para fora toda a energia que possuía e atacou. Os seis Jacohrangers gritaram em uníssono, não com a garganta mas sim com os corações, depositando no golpe mais poderoso todas as suas esperanças.

- Golpe Fatal Final Jacohlossal! – bradaram!

Krordecimosexto caiu. Foi possível ver incontáveis ferimentos no corpo do monstro. Mas antes que os heróis pudessem comemorar, a criatura se levantou. E voltou a golpear o Gigante Guerreiro Jacohlossal.

Ele era invencível!

***

- O Gigante Guerreiro Jacohlossal será destruído! – bradou o General Krir, com um sorriso monstruoso no rosto desfigurado.
- Tenho que reconhecer que você finalmente conseguiu! – o Imperador Krar respondeu – Dessa vez será realmente o fim dos Jacohrangers! E a Terra, enfim, será nossa.
- Sim. Acho que já podemos planejar o que faremos com o povo deste planeta.
- A vida na Terra deverá ser extinta. Usaremos a energia vital desse planeta na construção de novas armas de guerra. Com elas, conquistaremos outros planetas maiores.
- Como preferir, meu Imperador. Não vejo a hora de Krordecimosexto aplicar o golpe final nesses heróis.
- Eu também não!

E ambos gargalharam a típica risada diabólica dos vilões insanos.

***

Krordecimosexto já tinha em mãos a Espada Sagrada Jacohlossal, roubada do robô moribundo. Com ela, cortou o outro braço do Gigante Guerreiro Jacohlossal, perfurou parte das engrenagens do inimigo e ainda danificou parte da cabeça dele. Para finalizar, disparou um estranho raio vindo de seus olhos, fazendo seus adversários explodirem.
Minutos depois, Ruivão, destransformado, ensangüentado, ofegante, enfraquecido, atordoado, aparvalhado, atarantado e desorientado apareceu. Com dificuldade, libertou-se dos destroços do Gigante Guerreiro Jacohlossal e contemplou a paisagem a seu redor, esperando que algum de seus inimigos também tivesse sobrevivido.
Negão foi o segundo a aparecer, também em um estado lamentável. Caminhava com dificuldade e improvisava um agradável batuque batendo com as mãos em sua barriga. Cantarolava um tema carnavalesco. Mas tinha no rosto o olhar preocupado de quem sabia que a Terra corria grave perigo.
Polaco e Japa vieram depois, abraçados, manquitolando e vomitando sangue um na perna do outro. Tudo a seu redor eram ruína e escombros de um robô gigante irrecuperavelmente destruído. Não muito longe deles, um monstro colossal invencível. Os dois tiveram que fazer força para não desmaiar.

- E Paty e João? – perguntou Ruivão.
- Aproveitaram que ficaram sozinhos no meio dos destroços e decidiram fazer amor! – contou Polaco. Japa sentiu-se mal com aquilo.
- Claro que os conceitos de “vitória” e “derrota” são muito circunstanciais, subjetivos e abstratos. E também é claro que tanto o triunfo quanto o fracasso nem sempre são definitivos, mas, analisando friamente, acho que podemos dizer que perdemos, não?
- Sim, Ruivão! – respondeu Negão, pesaroso – Nós perdemos.

 Longe dali, desesperado, Mestre Jacoh concordava em silêncio. “Nós perdemos”. Para piorar, Krordecimosexto ainda vivia. E nada, nem ninguém, poderia impedi-lo de destruir toda a vida na Terra.
 
NO PRÓXIMO EPISÓDIO DE JACOHRANGERS:

Enfrentando uma crise sem precedentes, os Jacohrangers caem em desespero. Krordecimosexto inicia a destruição de Cidadopolislândia. Mestre Jacoh recorre a seus livros para procurar um meio de virar o jogo. Não percam no próximo domingo:

EPISÓDIO 27 – O DESESPERO DE NÃO TER MAIS UM ROBÔ GIGANTE!

Um comentário: