Jacohrangers

Jacohrangers

domingo, 4 de agosto de 2013

EPISÓDIO 08 - A GRANDE CRISE



 EPISÓDIO 08 – A GRANDE CRISE
EPISODE 08 THE GREAT CRISIS
挿話危機



NO CAPÍTULO ANTERIOR DE JACOHRANGERS:

- O LÍDER SUPREMO DO IMPÉRIO AKKUMA, O ASSUSTADOR IMPERADOR GOUKI, FINALMENTE CHEGA A TERRA, TRAZENDO COM ELE TRÊS GUERREIROS DE ELITE CONHECIDOS COMO “O FLAGELO DO UNIVERSO”.
- DE POSSE DAS INFORMAÇÕES SOBRE OS JACOHRANGERS, O MONARCA ALIENÍGENA ORDENA UM ATAQUE EM MASSA.

O QUE IRÁ ACONTECER?

Mestre Jacoh acordou assustado e suado. Só quando abriu os olhos e acendeu a luz de seu quarto é que percebeu que todos os cinco heróis estavam parados próximos à porta.

- Aconteceu alguma coisa? – ele perguntou.
- É um pouco difícil dormir com tantos gritos de desespero – Shira sorriu.
- Teve um pesadelo, Mestre? – perguntou Daira.

Jacoh se levantou lentamente. Não queria revelar a eles com o que tinha sonhado. Ninguém mais conseguiria dormir tranqüilamente se recebesse aquela notícia. Na verdade, se aquilo fosse confirmado, talvez os Jacohrangers não tivessem descanso nunca mais.

- Podemos voltar a tentar dormir? – era Chairo.
- Sim! – o Mestre forçou um sorriso – Claro que podem.

Os cinco estavam cansados. Haviam passado as últimas horas procurando incessantemente por Aline. Convencer Chairo a voltar para a base e dormir um pouco tinha sido difícil. E agora os pesadelos do Mestre tinham lhes trazido aquele aborrecimento.
Eles ainda não tinham entrado em seus respectivos quartos novamente, quando o alarme soou. Assustados, correram todos para frente do monitor principal, que exibia imagens terríveis.

O Império Akkuma estava atacando.

***

- Jacoh Change!

Os cinco heróis partiram. Chegaram velozmente ao centro de Brazilian Tokyo. Já havia vítimas e um revoltante rastro de destruição. Atacando covardemente as poucas pessoas que passavam pelas ruas estavam dezenas de soldados Kardler, Ghitta, um monstro novo e mais quatro indivíduos desconhecidos.
Antes que os seres anônimos se identificassem, os Jacohrangers travaram batalha contra os Kardler. A superioridade numérica daquelas criaturas não bastou para que elas triunfassem, e logo os cinco heróis tinham derrotado todas. Então, o terror começou.
Bravatas e desafios foram lançados de ambos os lados. O trio que compunha o “flagelo do universo” se identificou, bem como o enigmático Rarpoth. Os Jacohrangers também se “apresentaram”, sacaram suas armas, e uma batalha mortal teve início.
Ghitta começou a lutar contra Chairo, o Jacohranger marrom. Rarpoth enfrentava Murana, a Jacohranger púrpura. Misudan batalhava contra Grey, o Jacohranger cinza. Aramuki confrontava Daira, a Jacohranger laranja. E Garak travava uma violenta batalha contra Shira, a Jacohranger branca.
Ainda havia um monstro de aparência bestial, que lembrava uma bizarra mistura de crocodilo com lagarto. Sua língua gotejava ácido e sua cauda tinha um poder de destruição terrível. Seu nome era Tokage (トカジェ). Enquanto os demais batalhavam, ele aproveitava para continuar a destruição da cidade.
Percebendo aquilo, Shira se desvencilhou de seu oponente e tentou deter o monstro, permitindo que Garak a atingisse impiedosamente por trás. A Jacohranger branca foi ao chão gritando de dor, para em seguida receber uma violenta rajada de raios que explodiram a seu redor.
Os demais heróis tentaram fazer algo parecido, abandonando momentaneamente seus oponentes e indo ajudar sua amiga, mas acabaram também sendo atacados pelas costas e se ferindo. Tokage não foi impedido, e agora os Jacohrangers estavam muito mais machucados.

A quilômetros dali, Mestre Jacoh chorava de puro desespero.

***

Cada Jacohranger começou a levar a pior na batalha individual que travava. Mesmo usando suas armas e todas as suas habilidades, não conseguiam derrotar nenhum de seus inimigos. Muito feridos, não pareciam ter nenhuma capacidade para superar seus oponentes. E nem sabiam mais onde o monstro Tokage estava.
Em dado momento, foram arremessados por seus inimigos para a mesma direção, o que os fez ficarem todos próximos uns dos outros. Surgiu então a oportunidade de tentar aquele que poderia ser o último recurso que tinham.

- Jacó Cannon.

A enorme bazuca canalizou uma quantidade absurda de energia e a disparou, mirando em Garak. Havia um temor por parte dos heróis de que o inimigo se esquivasse, pois eles só costumavam usar o Jacó Cannon em inimigos muito feridos, que não tinham mais forças para se desviar.
Aquilo não foi problema. A monstruosa onda de energia atingiu Garak em cheio, não possibilitando que ele tentasse qualquer manobra evasiva. Uma grande explosão fez subir poeira no campo de batalha. Quando todos voltaram a enxergar novamente, a constatação estarrecedora:

Garak estava completamente ileso.

***

- Vamos tentar novamente! Jacó Cannon!

Outra quantidade colossal de energia foi liberada em mais um ataque avassalador. Novamente, Garak sequer tentou se mover, permitindo que aquele poder incrível o golpeasse. Outra explosão, outra quantidade imensa de poeira cegando a todos. Outro momento de desespero quando constataram que o inimigo não tinha sido sequer arranhado.

- Mas como? – era Murana?
- Esse desgraçado é imortal? – perguntou Chairo.
- Deve haver alguma forma de vencê-lo! – gritou Daira.
- Vamos tentar de novo! – era Shira.  

Uma terceira tentativa. O mesmo esforço e o mesmo resultado. Garak ileso. Desespero. Vilões gargalhando.

- Acho que agora é a nossa vez de atacar! – bradou Misudan.

Os Jacohrangers se entreolharam. Estavam fracos e nem força para surgir tinham. Não havia mais alternativas de ataque. Perderiam. Brazilian Tokyo e toda a terra seriam destruídas.
Os violentos ataques começaram. Misudan e Garak, com sua velocidade sobre-humana massacraram Shira, Daira e Murana. Rarpoth usou de sua feitiçaria para imobilizar Chairo e Grey, tornando-os alvos fáceis para Ghitta. Os cinco estavam de tal forma feridos, que não conseguiram se manter transformados e tombaram.
Antes que recebessem os golpes finais, uma grande explosão atingiu os vilões. Eram seqüências de disparos lasers. Shira conseguiu levantar a cabeça com alguma dificuldade e um tipo de jato. Era um dos compartimentos do Densetsu Robotto que também podia ser usado individualmente.

- Mestre Jacoh!

O velho mestre desceu do jato e foi correndo amparar seus pupilos. Os vilões se afastaram, permitindo que os Jacohrangers fossem acudidos.

- Não podemos fugir – era Shira – Se fizermos isso, eles continuarão atacando a cidade.
- Não, não vão! – o Mestre Jacoh gritou.

E do jato saiu um violento raio. Os vilões sumiram, não sem antes deixarem suas gargalhadas e prometendo voltarem para o ataque final.

- Não podemos vencê-los! – disse a Jacohranger branca.
- Não podemos! – os demais fizeram coro.

Mestre Jacoh queria ter algo a lhes dizer que os fizesse se sentirem melhor, mas não encontrou palavras. Sem escolha, limitou-se a ajudá-los a subirem no jato. Regressaram para base torcendo muito para que o próximo ataque do Império Akkuma demorasse muito a acontecer.
つづく
NO PRÓXIMO CAPÍTULO DE JACOHRANGERS:

O Império Akkuma lança o ataque mais violento de todos, obrigando os Jacohrangers a arriscarem suas vidas. Não percam no próximo domingo:

EPISÓDIO 09 – A MORTE ATINGE OS JACOHRANGERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário