Jacohrangers

Jacohrangers

sábado, 17 de janeiro de 2015

EPISÓDIO 09 - A DESUNIÃO DOS JACOHRANGERS

EPISÓDIO 09 – A DESUNIÃO DOS JACOHRANGERS

ジャコレンジャーの不統一

- Eu tenho o talismã – Satoshi quase gritou – Tenho o maior poder e vocês vão ter que me obedecer.
Foi alvo de olhares de reprovação de seus amigos. Haruto já tinha o punho preparado para dar socos em seu colega.
- Pelo menos desta vez... – Satoshi insistiu.
- Não! – Takeshi disse.
- Satoshi, eles têm razão – Keiko disse – Se temos opiniões divergentes sobre o que fazer agora, devemos nos separar. Vamos ter muitas chances de lutar juntos de novo – ela sorriu – Você sabe disso.
- Não estou me referindo a isso – o ALPHA Red rebateu – Sei que lutaremos juntos. Mas eu insisto, e não vou dizer de novo. O Príncipe ALPHA não é de confiança. Não é. Acreditem em mim. Por favor.
- Não sabemos se ele é de confiança ou não – Naomi disse. Ela parecia a mais calma entre os cinco – Mas existe muito pouca coisas que realmente sabemos. Uma delas é que precisamos vencer quem está escravizando o povo da nossa cidade. Vou ver o que o Príncipe quer.
E ela partiu.
- Não sei se você é mais confiável que o Príncipe, Satoshi – Haruto disse – Eu realmente não sei. Já que temos um inimigo em comum, lutaremos juntos. Não tenho problemas quanto a isso. Mas só não me venha dizer o que fazer. Nunca! Espero que tenha ficado claro.
- Aonde você vai? – Satoshi notou que ele já saía.
- Atacar Netsuzon. Ficar atento, pois Garagon ainda está vivo e vai atacar de novo mais cedo ou mais tarde. Patrulhar a cidade em busca de possíveis ameaças. Não sei. Só não vou ficar aqui parado. Não importa quem está mentindo e quem está falando a verdade. Vou proteger meu planeta.
- Keiko, o que você vai fazer? – Takeshi perguntou.
- Quero conversar a sós com Satoshi.
- Eu sei que vocês dois têm segredos – Takeshi franziu o cenho – Estamos todos atentos a isso. Não sei ao certo o que vocês estão tramando, mas não vamos ser traídos por vocês.
- Takeshi, isso é absurdo...
- Nós sabemos que vocês conseguiram o primeiro talismã. Mas quando conseguirmos o segundo... Não pensem que estão em vantagem. Estamos atentos a tudo.
E saiu.

***

Os três Jacohrangers ALPHA mal haviam chegado à base para conversar com o Príncipe ALPHA, e já chegava também a informação de que o monstro Garagon, em tamanho gigante, atacando Brazilian Tokyo.
- Este não é um ataque comum – o Príncipe alertou Takeshi, Haruto e Naomi – O primeiro alvo foi uma reserva militar. Parece que o monstro já está indo para outra base localizada em uma cadeia de montanhas próxima.
- Os malditos querem deixar a Terra indefesa – Haruto deu um soco na mesa.
- Vão, Jacohrangers ALPHA! – o Príncipe ordenou.
- Quando voltarmos – Haruto disse – teremos uma conversa séria, Príncipe.
E partiram.
Operaram seus veículos de batalha, tendo os veículos vazios de Satoshi e Keiko sob o controle do modo piloto automático. Já tinha ficado provado que lutar daquela forma não era o ideal, mas aquilo teria que servir. Pelo menos desta vez.
- ALPHA Gattai.
O ALPHA Oh estava pronto e funcional. Garagon cuspiu uma rajada de fogo impressionante – parecia mais poderoso que antes. Um escudo se materializou protegendo o robô. O contra-ataque veio com o Laser ALPHA, que o monstro desviou sem grande esforço.
A batalha corpo-a-corpo começou. Espadas se cruzaram, Garagon aparentemente era capaz de invocar qualquer tipo de arma. Voltou a cuspir fogo, obrigando o ALPHA Oh a recuar. A espada dos heróis foi desviando para longe as labaredas, permitindo uma nova aproximação. Dispararam o Míssil ALPHA, atingindo em cheio o monstro. Antes que se levantasse, os Jacohrangers desferiram mais golpes.
- Hora do golpe final – era Takeshi.
- Eu digo o mesmo – o monstro vociferou.
Ao mesmo tempo em que uma quantidade absurda de energia se acumulava na lâmina da espada do ALHPA Oh, Garagon enchia de fogo sua lâmina. Ambos se posicionaram, prontos para golpear severamente com suas armas.
- ALPHA Crush! – os Jacohrangers gritaram em uníssono.
- Morram! – Garagon também berrou.
Houve uma explosão imensa. O ALPHA Oh intacto, de pé, sem grandes danos. Garagon tinha virado cinzas. Os Jacohrangers tinham vencido, mas não pareciam satisfeitos. Entreolharam-se, tendo em mente algo arriscado.

***
hh

- Andei pesquisando sobre sua vida, Satoshi – Keiko disse – Parece que tudo que você me contou era mentira.
- Do que está falando? – o brilho no olhar do ALPHA Red perdeu um pouco da intensidade.
- Sobre seus pais.
Satoshi desembainhou sua espada. Parecia que não hesitaria em atacá-la.
- Parece que, ao contrário do que você me disse, foi você mesmo que os matou, não foi? E para fugir das investigações policiais é que você aceitou ser um Jacohranger, não é?
- Eu tenho o talismã – ele a interrompeu – Posso matar você aqui e agora.
- Sim, matar é sua especialidade. Já notei.
- Vai me chantagear? – ele guardou a espada.
- Não. Quero propor um acordo. Algo que será vantajoso para nós dois.
- Você também não parece ser a pessoa mais confiável deste mundo, Keiko? Por que eu confiaria em você?
- Porque eu já encontrei o segundo talismã...

***

- O que estão pretendendo fazer? – o Príncipe ALPHA gritou telepaticamente com todos eles – Ficaram loucos?
Ninguém respondeu. O ALPHA Oh seguiu avançando rumo à cidade que estava sendo construída. Rumo à capital que os inimigos tencionavam construir.
- Idiotas atrevidos! – Netsuzon bradou ao vê-los fazer aquilo – Vamos ver até onde vai sua audácia.
O vilão enviou quatro monstros imensos para interceptá-los. O ALPHA Oh ainda estava a algumas de centenas de metros da gigantesca cidade que se erguia. Mesmo dali, era possível um número assustador e revoltante de pessoas trabalhando em regime de escravidão.
- É agora ou nunca! – Takeshi, o ALPHA Preto.
Os monstros dispararam energia, jatos de ácido e raios de gelo. O ALPHA Oh usou seu escudo para reduzir o impacto, mas acabou ferido. Quando conseguiu se aproximar dos inimigos, uma voz assustadoramente alta ecoou dentro do robô. Era a telepatia do Príncipe ALPHA.
- Recuem imediatamente! Vocês vão morrer deste jeito.
- Não, Príncipe! – Naomi, a ALPHA Yellow respondeu – Iremos até o fim! Até o fim de Netsuzon e suas ambições malignas.
- Exato! – Haruto gritou – Vamos atacar com toda a força de uma vez.
- ALPHA Crush!

NO PRÓXIMO CAPÍTULO DE JACOHRANGERS:

Satoshi e Keiko se unem aos outros heróis, tentando aumentar o poder do ALPHA Oh. Mas o poder dos inimigos é grande demais, e os Jacohrangers não conseguem vencer. Não percam no próximo domingo:


EPISÓDIO 10 – O ÚLTIMO DIA DO ALPHA OH!

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir